segunda-feira, 10 de março de 2014

Dia Internacional da Mulher

                                                                         8 DE MARÇO DE 2014
MULHERAXÉ
TU ÉS UMA MULHER DIFERENTE.
IGUANENHUMA OUTRA:
MULHECAMINHANTE
PELAS RUAS PRAÇAS DA CDADE.
SEMPRE DISPOSTA AO ENCONTRO DAQUELAS E DAQUELES QUE
/
NINGUEM QUER:
MENINAS, MENINOS. JOVENS SEM DIREITO À CIDADANIA.
PERTENCEM A ESTE PAíS E NÃO TÊM PÁTRIA.
ESTÃO EM SUA PRÓPRIA CASA E NINGUÉM OS RECEBE....
SÓMENTE TU, MULHERAXÉABRES A ELES TEU IMENSCORAÇÃO
ESCANCARAS TEVENTRE MATERNAL
PARA UMA NOVA E SUBLIME GESTAÇÃO.
MULHERAXÉ: TENOME É 

 RESSURREiÇÃO!

                         FELIDIA DA MULHER!

 Cesare de Florio La Rocca

Cesare de Florio La Rocca no Carnaval de Salvador 2014, linda homenagem do Cortejo Afro!!

Em 02/03/14
Bloco Cortejo Afro, homenageia o orixá de 2014 com o tema: Os Olhos de Xangô. Valorizando as vestimentas e as ferramentas do Orixá da Justiça, Cesare La Rocca, fundador do Projeto Axé foi homenageado, assim como Pola Ribeiro, Diretor do IRDEB, o ator Jorge Washington, do Bando de Teatro Olodum e representantes da Vida cotidiana e cultural Soteropolitana.
 

sexta-feira, 7 de março de 2014

Carnaval dos Educandos do Projeto Axé

Em 26/02/14
Todo ano o Projeto Axé celebra o Carnaval dos Educandos na Unidade do Pelourinho com muita animação.  
Este ano foi feita uma homenagem ao cantor e compositor Walter Queiroz que, acompanhado pela Bandaxé, deu ênfase a festa com suas marchinhas, fazendo à alegria de educandos, educadores e funcionários.
A história do carnaval tem suas origens na Antiguidade, sendo uma festa tradicional e popular que chegou ao Brasil durante a colonização.
O carnaval é a festa popular mais celebrada no Brasil e que, ao longo do tempo, tornou-se elemento da cultura nacional. Porém, o carnaval não é uma invenção brasileira nem tampouco realizado apenas neste país. A História do Carnaval remonta à Antiguidade, tanto na Mesopotâmia quanto na Grécia e em Roma.
A palavra carnaval é originária do latim, carnis levale, cujo significado é retirar a carne. O significado está relacionado com o jejum que deveria ser realizado durante a quaresma e também com o controle dos prazeres mundanos. Isso demonstra uma tentativa da Igreja Católica de enquadrar uma festa pagã.

No Brasil, no final do século XIX, começam a aparecer os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos "corsos". Estes últimos, tornaram-se mais populares no começo dos séculos XX. As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Está ai a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais.

No século XX, o carnaval foi crescendo e tornando-se cada vez mais uma festa popular. Esse crescimento ocorreu com a ajuda das marchinhas carnavalescas. As músicas deixavam o carnaval cada vez mais animado.

A primeira escola de samba surgiu no Rio de Janeiro e chamava-se Deixa Falar. Foi criada pelo sambista carioca chamado Ismael Silva. Anos mais tarde a Deixa Falar transformou-se na escola de samba Estácio de Sá. A partir dai o carnaval de rua começa a ganhar um novo formato. Começam a surgir novas escolas de samba no Rio de Janeiro e em São Paulo. Organizadas em Ligas de Escolas de Samba, começam os primeiros campeonatos para verificar qual escola de samba era mais bonita e animada.

Centro Projeto Axé de Defesa e Proteção à Criança e ao Adolescente

Av. Estados Unidos nº 161 Edf. Suerdieck 9º andar Comércio



Salvador-Bahia Brasil CEP - 40.010-020



tel: 55 71 3327-2262



Funcionamento: 8:00 às 12:00 e 13:00 às 17:00h



e-mail: centrodeformacao@projetoaxe.org.br