segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Campanha Nacional “Quem Ama Abraça Fazendo Escola” com Educandos do Projeto Axé e de outras Instituições

Videoclipe Quem Ama Abraça Fazendo Escola”, produzido pela Rede de Desenvolvimento Humano (REDEH) e o Instituto Magna Mater (IMM), e  que será veiculado em rede nacional de televisão, pela internet, e em outras mídias, em prol da realização da campanha nacional de 2013/2014 pelo fim da violência contra as mulheres.  

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Gravação para videoclip da Campanha “Quem Ama Abraça Fazendo Escola” na Praça da Cruz Caída/Pelourinho, com Educandos do Projeto Axé

Em 12/11/13
Gravação para o videoclipe “Quem Ama Abraça Fazendo Escola”, produzido pela Rede de Desenvolvimento Humano (REDEH) e o Instituto Magna Mater (IMM), e  que será veiculado em rede nacional de televisão, pela internet, e em outras mídias, em prol da realização da campanha nacional de 2013/2014 pelo fim da violência contra as mulheres.  

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Projeção do Filme Trampolim do forte no Projeto Axé

Em 12/11/13
O Projeto Axé acolheu o Diretor, sua Equipe e o roteiro do filme; a parceria na pré-produção  e participação do Projeto Axé  é recente (2009), condições adequadas para realizarmos uma ação proativa dentro da Unidade do Pelourinho.
Entendendo que o tema nos será muito útil para desdobramentos de estudos de caso, análises da prática e observação (causa/efeito) com nossos Educandos.

A equipe de Trampolim investiu na ideia de um cinema formador e transformador, ao promover ações concretas envolvendo a comunidade.

Construímos um projeto com um arco de parcerias que foi importantíssimo para o êxito do filme: Projeto Axé, C.R.I.A, Fundacion Avina e UNICEF, que compreenderam a proposta e nos ajudaram a erguer o Trampolim das artes. Depois de 400 testes, 45 alunos de diferentes procedências frequentaram esta escola que, durante dois meses, ofereceu uma formação ampla, com aulas de interpretação, teatro, corpo, capoeira, voz, acompanhamento psicológico e palestras sobre planejamento familiar e DSTs/AIDS. O resultado disso está na tela, a interpretação visceralmente verdadeira deles. Muitas dessas crianças já fizeram outros longas e curtas, estão em temporadas nos teatros, mas, acima de tudo, tiveram uma experiência formadora que todas reportam como inesquecível.

Abaixo crítica do filme:
LONGA METRAGEM TRAMPOLIM DO FORTE VÊ A INFÂNCIA COM FORÇA E POESIA
O filme busca um diálogo com o grande público sobre as perspectivas presentes e futuras da população infantil, uma temática de fundamental importância para o mundo hoje, tratada com uma linguagem cinematográfica inventiva e atraente.
Trampolim do Forte autentica a importância do tempo livre para o desenvolvimento de uma infância saudável. Apesar de suas difíceis realidades, as crianças do filme vivem o lúdico, o sonho e o aprendizado de atitudes fundamentais para o ser humano, como o respeito ao próximo e às diferenças, o valor das amizades e a solidariedade.
O longa “Trampolim do Forte”, foi filmado em Salvador - BA, e será lançando no circuito comercial ainda este ano. Produzido pela Docdoma Filmes, o longa têm roteiro e direção de João Rodrigo Mattos. O produtor executivo do filme Alexandre Basso e a coordenadora de produção Lia Mattos estarão presentes na sessão para uma bate papo com o público.
Trampolim do Forte chama a atenção pela atuação visceral de um elenco infantil sem nenhuma experiência anterior em cinema, além reunir nomes importantes como do cinema nacional como Luis Miranda, Marcélia Cartaxo e Zéu Brito.
O longa teve sua estréia para o público no Festival do Rio, onde participou da mostra competitiva com mais 8 concorrentes de todo o Brasil. Depois do Rio de Janeiro o filme foi exibido no Brazilian Film Festival - Israel 2011, Brazil Film Fest - Toronto 2011, Festival du Film Bresilien - Montreal 2011 e no Festival dos Sertões - Piauí 2011, onde recebeu o prêmio de melhor ator para o jovem Lúcio Lima e melhor filme pelo júri popular.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Sexta feira, Educadores do Projeto Axé! Solenidade: 01 de Novembro de 2013 na Reitoria da UFBA

Conceição - o sonho e o desejo em realização! Grande honra para todos nós do Projeto Axé, acompanhar sua determinação, empenho e força interior, para alcançar seus objetivos. Parabéns e Felicidades!!!

Projeção do Filme Mitã no Projeto Axé

Em 30.10.13

                            Direção de Lia Mattos e Alexandre Basso para Educandos das
 Unidades do Pelourinho e Dança e Capoeira.

O documentário  MITÃ, uma produção do Espaço Imaginário com direção de Alexandre Basso e Lia Mattos, foi lançado  em Campo Grande, dia 17 de novembro, no Teatro Prosa do SESC Horto, com entrada franca. O filme transita no universo da infância de forma poética e profunda, trazendo referências universais sobre temas como educação, espiritualidade, tradição e cultura dos povos. MITÃ é uma homenagem ao tempo e ao prazer de ser Criança, traz na sua gênese ideias fortes e inspiradoras sobre como ver e preservar o presente que é a Infância, fazendo-se perceber o Ser Humano ainda novo como potencial de transformação para o futuro da humanidade.
 Mitã significa criança, na língua guarani. A partir do contato da equipe com as crianças indígenas de Mato Grosso do Sul e com os anciões da Aldeia Amambai, que compartilham no filme um pouco das suas crenças e formas de ver a Infância, surgiu  a inspiração para o título do documentário, que retrata este tempo sagrado na vida e na cultura da humanidade. 
Originado de uma pesquisa realizada há mais de 5 anos pelos diretores do documentário o filme traz imagens feitas em diversas regiões do país, como na Festa do Divino Espírito Santo, no Maranhão, onde seguindo as tradições portuguesas a Criança é coroada Imperadora do mundo, simbolizando a esperança em uma nova era que nasce com cada pessoa que vem ao mundo. 
Inspirado nos pensamentos e estudos de Lydia Hortélio, etnomusicóloga baiana que pesquisa a Cultura da Criança há mais de 40 anos, Mitã traz formas reveladoras de ver a cultura brasileira inserida no cotidiano das crianças, possibilitando que o desenvolvimento da infância aconteça com naturalidade e alegria. Estão presentes no filme também as ideias de Agostinho da Silva, filósofo e educador luso-brasileiro acerca da Criança e sua relação com as possibilidades de um mundo melhor, além de poemas de Fernando Pessoa e depoimentos de pesquisadores de reconhecimento nacional.
Segundo os diretores, o filme foi realizado  para  um público diverso que vai desde festivais de cinema, exibições em instituições educativas, sociais e culturais  ligadas a Infância , além das televisões nacionais e internacionais.
Produzido com o patrocínio do FMIC - Fundo Municipal de Investimentos Culturais de Campo Grande, e recursos próprios, MITÃ começa sua carreira de exibições em Curitiba, São Paulo (SP), Salvador (BA) e Ivinhema (MS), durante o Festival de cinema local. O documentário têm duração de 52 min e também será distribuído para  escolas municipais e estaduais de Campo Grande com o objetivo de incentivar novas percepções para a educação e a infância.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Ciranda Literária no Projeto Axé

Em 26/10/13

     SONETO DO AMOR TOTAL

Amo-te tanto, meu amor... não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te tanto amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante,
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim,  muito e amiúde,
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.
                                                  Vinícius de Moraes



Convite da Escola de Dança da FUNCEB ao Projeto Axé

Nos dias 16 e 17 de outubro de 2013
Apresentação do Grupo Arteducativo de Dança do Projeto Axé na Mostra Interna do Curso Preparatório.
                  Realizada no Espaço Céu da Escola de Dança FUNCEB

                     

terça-feira, 22 de outubro de 2013

"A diferença entre o impossível e o possível está na determinação de uma pessoa" o Projeto Axé representado por seus Educadores, Funcionários e Educandos celebra com muito entusiasmo a Formatura de Fábio Bastos em 14 de outubro de 2013

Nascido em 20 de fevereiro de 1984, iniciou no Projeto Axé em 1997 na atividade de estamparia através do processo educativo pedagógico até 2003, trabalhou dois anos na Produção de Estamparia, assumindo  em 2009, a função de Arteducador na área de Artes Visuais do Projeto Axé.
Graduado em Licenciatura em Desenho e Artes Plásticas na Universidade Federal da Bahia (UFBA).
Formação Pedagógica no Projeto Axé.
Experiências:
Curso de Fashion Design e Marketing na Escola da Polimoda na Cidade de Florença – Itália.
Instrutor do curso de Artes Visuais em Porto Seguro no Projeto Tribo Jovem.
Exposição de quadro na Galeria de Arte “Parque Avenida” em São Paulo – “Rosto de Criança” – acrílica.
Exposição da obra de arte no Museu Carlos Costa Pinto com o tema “Cosmogonia – acrílica.
Participação no Projeto Quietude da Terra – Chen Zen – Casas de Velas.
Capa da Revista “Art Contemporânea...” (NY)
 FÁBIO BASTOS
"Quando eu era pequeno, uma das bíblias da minha geração era o Whole Earth Catalog. Foi criado por um sujeito chamado Stewart Brand em Menlo Park, não muito longe daqui. Ele o trouxe à vida com seu toque poético. Isso foi no final dos anos 60, antes dos computadores e dos programas de paginação. Então tudo era feito com máquinas de escrever, tesouras e câmeras Polaroid. Era como o Google em forma de livro, 35 anos antes do Google aparecer. Era idealista e cheio de boas ferramentas e ótimas noções. Stewart e sua equipe publicaram várias edições de The Whole Earth Catalog e, quando ele já tinha cumprido sua missão, eles lançaram uma edição final. Isso foi em meados de 70 e eu tinha a idade de vocês. Na contracapa havia uma fotografia de uma estrada de interior ensolarada, daquele tipo onde você poderia se achar pedindo carona se fosse aventureiro. Abaixo, estavam as palavras: “Continue com fome, continue bobo”. Foi a mensagem de despedida deles. Continue com fome. Continue bobo. E eu sempre desejei isso para mim mesmo. E agora, quando vocês se formam e começam de novo, eu desejo isso para vocês. Continuem com fome. Continuem bobos. Muito obrigado a todos". (parte do discurso de Steve Jobs para os formandos de Stanford).

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Carurú de Cosme e Damião e Dia das Crianças no Projeto Axé

O PROJETO AXÉ no dia 11.10.13, reuniu duas Tradições Culturais: a homenagem aos Santos Cosme e Damião (de 27.09) e a Comemoração do Dia das Crianças (12.10). Proporcionando aos Educandos e Educadores - neste dia comemorativo - o famoso almoço com o saboroso Caruru, bem como, presenteando os Educandos e todos os Funcionários, calçados da marca KLIN (parceira da Instituição).
COSME E DAMIÃO
Formam a dupla de santos mais venerados da Igreja Católica. Extremamente populares e famosos por curas e milagres, são santos protetores das crianças. Na versão afro-religiosa, Cosme e Damião são conhecidos como Ibejis, espécie de orixá menino, que se manifestam em terreiro de candomblé e também nas festas do dia 27 de setembro onde as casas da Bahia lhes consagram esse dia oferecendo um Caruru (prato típico da culinária baiana, originalmente de africana, utilizado como comida ritual do candomblé, provavelmente trazida para o Brasil pelos escravos africanos.Também considerado refeição afro-indígena,tradicional e popular).
DIA DAS CRIANÇAS
Celebrado no dia 12 de outubro no Brasil, é um dia para comemorar os direitos das crianças, praticar muitas brincadeiras e onde normalmente elas ganham muitos presentes.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Projeto Axé & Ambev - Dia de Responsa!

 O Projeto Axé fazendo uma sensibilização em bares na região, alertando para o consumo consciente de álcool, distribuição de ... material explicativo, faixas, palestra e depoimentos. A intenção é a conscientização e a adesão da comunidade, jovens, comerciantes no combate ao consumo de álcool por jovens, menores de 18 anos.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Projeto Axé & Ambev no Dia de Responsa!

Em 20/09/13
DIA DE RESPONSA! O Projeto Axé em ação !!! Gerência de Educação de Rua ... com os educadores de rua,  Gerência de Família ... com as mães de Educandos, Gerência do Pelourinho e Gerência da Capoeira e Dança... com os Jovens de Responsa. E nossas crianças de 08 a 12 anos .... com Meninos e Meninas no Dia de Responsa! Agradecemos a presença valiosa de cada Educador do Projeto Axé, a São Pedro por não ter chovido, a São Francisco de Assis que protegeu todos os educandos e educadores em nossa caminhada tranquila e feliz. Estamos na força e na fé de todos os Santos e Orixás que nos fortalecem todos os dias em nossas ações! Salve e Axé !!!
 Nosso abraço afetuoso para toda equipe da AMBEV e Lynx Consultoria.

 







 
O mestre na arte serigráfica!! o competente Edebaldo, que com muita dedicação, estampou com a assistência de Gilvan nossas camisas do Dia de Responsa!


quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Projeto Axé & Ambev - Campanha Jovem de Responsa!!!



A COMUNIDADE DO PROJETO AXÉ é DE RESPONSA!!!
      









OS EDUCANDOS DO PROJETO AXÉ SÃO JOVENS DE RESPONSA!!!













A EDUCAÇÃO DE RUA DO PROJETO AXÉ É DE RESPONSA!!!

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

O Projeto Axé participou da JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE, a convite da Conferência dos Bispos Italianos.




O Encontro foi realizado em 24/08/13 no Maracanãzinho/Ginásio Gilberto Cardoso, inaugurado em 1954 no Rio de Janeiro.
O Projeto Axé foi representado pelo Coordenador de Arteducação Marcos Candido Carvalho e  os Educandos do Grupo de Dança apresentando as coreografias: "Ressurreição", na Abertura e "Pentecostes", no Encerramento para este Encontro com representantes de todo o mundo, com a  presença de  um público quantificado em 13.613 espectadores e transmitido ao vivo pela  RAI Internacional.

terça-feira, 9 de julho de 2013

Quadrilha Junina "Omolú", Projeto Axé 2013


A quadrilha junina, matuta ou caipira é uma dança típica das festas juninas, dançada, principalmente, na região Nordeste do Brasil. É originária de velhas danças populares de áreas rurais da França (Normandia) e da Inglaterra. Foi introduzida no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro, possivelmente em 1820, por membros da elite imperial. Durante o Império, a quadrilha era a dança preferida para abrir os bailes da Corte. Depois popularizou-se saindo dos salões palacianos para as ruas e clubes populares, com o povo assimilando a sua coreografia aristocrática e dando-lhe novas características e nomes regionais.
Neste ano de 2013 o Projeto Axé homenageou o Diretor de Dança e Coreógrafo Augusto Omolú.

Foi maravilhoso ver a realização dessa "Quadrilha Junina Omolú", ensaiar os ritmos  e   dançar com empolgação e sincronia, seja o xote, o xaxado ou baião, estamos plenos de orgulho de participar e homenagear Augusto Omolú, nesta apresentação da Tradição Junina, disseram os Educandos do Projeto Axé  dos grupos arteducativos de dança, capoeira, música, moda e artes visuais. 

                           


quinta-feira, 4 de julho de 2013

Concurso Rainha do Milho, Projeto Axé 2013










Incentivando um dos momentos mais animados do São João, o Projeto Axé realizou os tradicionais Concurso e Desfile da Rainha do Milho 2013, fez as honrarias e saudações trazendo as boas vindas para a comunidade, relembrando a marca do agricultor, do campo e sua prole.




sexta-feira, 21 de junho de 2013

Projeto Axé apresentou: a Capoeira como Patrimônio Cultural no Festival Southbank Centre Pelourinho 2013

 














No dia 15 de junho, mais de duas mil pessoas reuniram-se para conferir a primeira edição do Festival Southbank Centre no Pelourinho, área histórica da cidade de Salvador- BA.
O evento apresentou ao grande público os resultados do trabalho realizado pela Academia de Festivais, cujo objetivo é a formação de jovens voltada à atuação nas áreas de produção e gestão de projetos culturais. A iniciativa é uma realização do Transform, e conta com a parceria do maior centro cultural da Europa, o Southbank Centre, e do Neojiba, primeiro programa governamental de formação de orquestras infantojuvenis da Bahia.
O Festival apresentou durante 12 horas de programação uma grande variedade de atrações britânicas e brasileiras, como: A Capoeira do Projeto Axé, Didá Banda Feminina, Neojibá, Grupo Bagunçaço, MC Marechal, Baiana System, Candoco Companhia de Dança (UK), Afro Jhow; DJ Set com Mica Levi (UK); Oliver Coates, Pracatum e muito mais.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Reza de Santo Antonio no Projeto Axé





















 Esta imagem é criação do educador Fábio Bastos



No dia 13 junho, a Igreja Católica celebra o dia de Santo Antônio de Pádua, um dos santos mais populares, venerado não somente em Pádua, onde foi construída uma basílica que acolhe os restos mortais dele, mas no mundo inteiro. São estimadas pelos fiéis as imagens e estátuas que o representam com o lírio, símbolo da sua pureza, ou com o Menino Jesus nos braços, que lembram uma aparição milagrosa mencionada por algumas fontes literárias.
Santo Antônio Nasceu em Lisboa, em uma família nobre, por volta de 1195, e foi batizado com o nome de Fernando. Começou a fazer parte dos cônegos que seguiam a regra monástica de Santo Agostinho, primeiramente no mosteiro de São Vicente, em Lisboa, e depois no da Santa Cruz, em Coimbra, renomado centro cultural de Portugal. Dedicou-se com interesse e solicitude ao estudo da Bíblia e dos Padres da Igreja, adquirindo aquela ciência teológica que o fez frutificar nas atividades de ensino e na pregação.
Em Coimbra, aconteceu um fato que mudou sua vida: em 1220, foram expostas as relíquias dos primeiros cinco missionários franciscanos que haviam se dirigido a Marrocos, onde encontraram o martírio. Esse acontecimento fez nascer no jovem Fernando o desejo de imitá-los e de avançar no caminho da perfeição cristã: então, pediu para deixar os cônegos agostinianos e converter-se em frade menor. A petição foi acolhida e, tomando o nome de Antônio, também ele partiu para Marrocos. Mas a Providência divina dispôs outra coisa.
Devido a uma doença, Santo Antônio se viu obrigado a voltar à Itália e, em 1221, encontrou São Francisco. Depois disso, viveu por algum tempo totalmente escondido em um convento perto de Forlì, no norte da Itália. Convidado, casualmente, a pregar por ocasião de uma ordenação sacerdotal, Antônio mostrou estar dotado de tal ciência e eloquência, que os superiores o destinaram à pregação. Começou, assim, na Itália e na França, uma atividade apostólica que levou muitas pessoas que haviam se separado da Igreja a retomarem sua participação e engajamento na vida eclesial.
Nomeado como superior provincial dos Frades Menores da Itália Setentrional, Antônio continuou com o ministério da pregação, alternando-o com as tarefas de governo. Concluído o mandato de provincial, retirou-se para perto de Pádua, local em que já havia estado outras vezes. Depois de apenas um ano, morreu nas portas da cidade, no dia 13 de junho de 1231. Pádua, que o havia acolhido com afeto e veneração em vida, prestou-lhe sempre honra e devoção.
Nos "Sermões", Santo Antônio discorre sobre a oração como uma relação de amor, que conduz o homem a conversar com o Senhor, criando uma alegria que envolve a alma em oração. Antônio nos recorda que a oração precisa de uma atmosfera de silêncio, que não coincide com o afastamento do barulho externo, mas é experiência interior, que procura evitar as distrações provocadas pelas preocupações da alma. Para Santo Antônio, a oração se compõe de quatro atitudes indispensáveis que, no latim, definem-se como: obsecratio, oratio, postulatio, gratiarum actio. Poderíamos traduzi-las assim: abrir com confiança o próprio coração a Deus, conversar afetuosamente com Ele, apresentar-lhe as próprias necessidades, louvá-lo e agradecer-lhe.
Santo casamenteiro
Assim é invocado pelas pessoas que desejam se casar e lembrado pelo nosso folclore. Não se sabe qual a origem dessa devoção. Talvez esteja ligada a algum milagre feito pelo santo em favor das mulheres, por exemplo, quando fez um recém-nascido falar para defender a mãe acusada injustamente de infidelidade pelo pai.
Mas há outro episódio com explicação mais direta. Certa senhora, no desespero da miséria a que fora reduzida, decidiu valer-se da filha, prostituindo-a, para sair do atoleiro. Mas a jovem, bonita e decidida, não aceitou de forma alguma. Como a mãe não parava de insistir, a moça resolveu recorrer à ajuda de Santo Antônio. Rezava com grande confiança e muitas lágrimas diante da imagem quando, das mãos do Santo, caiu um bilhete que foi parar nas mãos da moça. Estava endereçado a um comerciante da cidade e dizia: "Senhor N..., queira obsequiar esta jovem que lhe entrega este bilhete com tantas moedas de prata quanto o peso do mesmo papel. Deus o guarde! Assinado: Antônio".
A jovem não duvidou e correu com o bilhete na mão à loja do comerciante. Este achou graça. Mas, vendo a atitude modesta e digna da moça, colocou o bilhete num dos pratos da balança e no outro deixou cair uma moedinha de prata. O bilhete pesava mais! Intrigado e sem entender o que se passava, o comerciante foi colocando mais uma moeda e outras mais, só conseguindo equilibrar os pratos da balança quando as moedas chegaram a somar 400 escudos. O episódio tornou-se logo conhecido e a moça começou a ser procurada por bons rapazes propondo-lhe casamento, o que não tardou a acontecer, e o casamento foi muito feliz. Daí por diante, as moças começaram a recorrer a Santo Antônio sempre que se tratava de casamento.

(Texto extraído do Papa Bento XVI no dia 10 de fevereiro de 2010)


quinta-feira, 13 de junho de 2013

A Caminhada de Augusto Omolú!

Augusto José da Purificação, conhecido artísticamente como Augusto Omolu, nasceu em Salvador, Bahia, em 1962. Em 1976, começa a estudar dança no Balé Folclórico do Sesc, dirigido por Mestre King. Em 1978 trabalhou com o Viva Bahia, grupo dirigido pela professora Emília Biancardi. Em 1979 ingressou na Escola de Dança do Teatro Castro Alves, focando seu treinamento em balé clássico.
Augusto Omolu contribuiu de forma expressiva , em variados momentos, ao longo dos 17 anos de implantação da Dança no Projeto Axé. A legitimidade e consistência da proposta do Mestre Augusto Omolu elaborador de uma “técnica” de dança que oferece condições sócio-psicofísicas e artísticas para pesquisadores e artistas que querem analisar e desenvolver trabalhos a partir de uma dança brasileira de matriz africana, foi amplamente difundida no Projeto Axé como criador de inúmeras coreografias, dentre elas, a expressiva "Bangulê ", conhecida e aclamada no Brasil e no Exterior. Colaborou na formação de incontáveis Educandos do Projeto Axé, que hoje são profissionais liberais e reconhecidos no âmbito da Arte e da Dança no Brasil e no Exterior e expressam o reconhecimento ao Mestre e a importância do sujeito e do artista em suas Vidas.
Foi um dos fundadores e professor da Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia, diretor artístico e coreógrafo do grupo anfitrião do Carnaval de Nice (França), em 1991, com Gilberto Gil. Professor e coreógrafo do Balé Folclórico da Bahia, coreógrafo convidados para espetáculos comemorativos do aniversário de 500 anos de descobrimento do Brasil, fundador do projeto IAO para crianças de rua, em Salvador.
Desde 1993 era membro colaborador da Ista (International School of Theatre Anthropology), dirigido por Eugenio Barba.
Desde 2001 foi ator/bailarino nos trabalhos de pesquisa conduzidos por Eugenio Barba, do Odin Teatret, participando das montagens "Ode ao Progresso", "As Grandes Cidades ao Abrigo da Lua", "Sonhos de Andersen", e dos espetáculos produzidos pela Ista, "Ur-Hamlet" e "Oro de Otelo".
De 2002 até meados de 2010 realizou espetáculos e seminários tendo por base a Dança dos Orixás na Europa e Estados Unidos. Essas experiências tem contribuído para a formação de diversos atores/bailarinos e grupos de pesquisa que muitas vezes criam núcleos disseminadores da experiência.
Em 2011 retornou à Bahia e expandiu contatos e colaborou com uma série de ações de seminários, workshops em intercâmbios da Dança do Brasil com o Mundo .
Falecendo em 2 de junho de 2013.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Projeto Axé e a Campanha Jovem de Responsa

Em 29/05/13
Fortalecendo a Campanha "Jovem de Responsa" o Projeto Axé visitou a Escola Barbosa Romeo, com a presença efetiva e participação dos Educadores da Educação de Rua e com a presença do nosso famoso veículo de Arteducação:o AXEBUZU . Foram distribuídas uma grande quantidade de revistas para o Alunado. Na perspectiva de abrir espaços e criar estímulos para a divulgação, do Movimento de Prevenção de Bebida Alcóolica para Menores de Idade e da Edição da Revista Jovens de Responsa, de forma que os adolescentes e jovens acessem informações e dialoguem sobre o consumo de álcool por menores e como inibi-lo.







segunda-feira, 10 de junho de 2013

A Arte Transformando Vidas

  









Em 07/06/13
O PROJETO AXÉ EM 23 ANOS JÁ ATENDEU E ACOLHEU 19.500 CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE EXTREMA POBREZA. GENTE QUE ENFRENTA, DE CABEÇA ERGUIDA, OS DESAFIOS DA VIDA E MULTIPLICA O BENEFÍCIO QUE RECEBE, COM ARTE e EDUCAÇÃO. SOMOS CONHECIDOS NO MUNDO, POR NOSSA RESISTÊNCIA, MAS SÃO PESSOAS COMO VOCÊ QUE FAZEM ESTE TRABALHO PERSISTIR.

ABRACE O NOSSO PROJETO AXÉ

CAPOEIRA, DANÇA, MÚSICA, MODA, ARTES PLÁSTICAS

Ahhh!! E DEPOSITE SUA DOAÇÃO na CAIXINHA ESPERANÇA  Criação do Artista Menelaw Sete  (instalada na Recepção do Hotel Pestana) 

 

sexta-feira, 7 de junho de 2013

I Seminário Comunicação, Infância e Adolescência

 
No dia 22 de maio de 2013 o Sr.Cesare de Florio La Rocca, fundador presidente do Projeto Axé atendendo convite do Diretor do IRDEB, Sr. Pola Ribeiro, compareceu no 1º SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO, INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA.
Partindo do princípio de que os meios de comunicação de massa são agentes importantes para difusão de conhecimentos e informações em sociedade, Cesare La Rocca aborda que a expressão "protagonismo" precisa ser repensada, para iniciarmos uma reflexão sobre a produção em rádio para esses jovens e as temáticas de comunicação e de defesa ou educação à crianças e adolescentes.


Centro Projeto Axé de Defesa e Proteção à Criança e ao Adolescente

Av. Estados Unidos nº 161 Edf. Suerdieck 9º andar Comércio



Salvador-Bahia Brasil CEP - 40.010-020



tel: 55 71 3327-2262



Funcionamento: 8:00 às 12:00 e 13:00 às 17:00h



e-mail: centrodeformacao@projetoaxe.org.br